domingo, 10 de julho de 2016

Laços de Família

Laços de Família

 1) Que significa “laços”?
O termo “laços” tem inúmeras interpretações tanto na mitologia quanto na iconografia. Para o nosso propósito, os laços devem ser vistos como os compromissos contraídos espontaneamente.
2) O que são laços de família?
São os compromissos contraídos pelos Espíritos no sentido de viverem numa determinada família. Essas famílias são de duas espécies: as famílias pelos laços espirituais e as famílias pelos laços corporais.
3) O que diferencia os laços da família material dos da família espiritual?
Os laços das famílias espirituais se fortalecem pela purificação das almas e se perpetuam no mundo espiritual, principalmente pelas reencarnações sucessivas. Os laços das famílias materiais são frágeis e se extinguem com o tempo. Muitas vezes na presente encarnação.
4) Como são constituídas as famílias no mundo espiritual?
No mundo espiritual, os Espíritos formam famílias unidas pela afeição, pela simpatia e semelhança de inclinações. De acordo com essas afinidades, os Espíritos se atraem para viverem conjuntamente.
5) A encarnação de um de seus membros corta esse laço familiar?
Não. A ruptura é momentânea. Depois de passar pela prova em uma nova reencarnação, ele volta para o seio de sua família espiritual. É como se fosse o retorno de uma viagem. Os que estão desencarnados velam pelos que estão no mundo da matéria.
6) Como explicar a simpatia e a antipatia entre os cônjuges?
Através das vivências passadas. De acordo com os relacionamentos passados (em outras encarnações), os Espíritos podem ser: a) muito amigos, gerando a simpatia; b) completamente estranhos uns aos outros, gerando a antipatia.
7) Quais são, assim, os verdadeiros laços de família?
Os verdadeiros laços de família não são os da consanguinidade, mas os de simpatia e da comunhão de pensamentos que unem os Espíritos antes, durante e após a encarnação.
8) Numa crise familiar, qual a importância da reencarnação?
O princípio da reencarnação convoca os interessados a refletirem sobre um novo campo de observações, impelindo-os à tolerância, sem a qual não conseguirão o entendimento para cumprir a missão pela qual foram convocados.
9) Quais são as consequências da não-reencarnação?
A não-reencarnação anula a preexistência da alma. Alma e corpo são criados ao mesmo tempo. Não existe afinidade anterior entre pais e filhos. A filiação reduz-se unicamente ao laço corporal, sem nenhum laço espiritual.
Mais questões: há determinismo nos laços familiares? Qual a consequência de desatarmos deliberadamente os laços consanguíneos? Numa família, qual a missão dos pais? E dos filhos? A mídia tem contribuído para fortificar ou enfraquecer os laços de família?

 Fonte de Consulta: Capítulo IV de O Evangelho Segundo o Espiritismo, de Allan Kardec.